1 – “The Music, The Message”

The Music, The Message

PODCAST

Olá pessoal!

Esta é a primeira postagem da Seção The Music, The Message!
Na verdade ela já existia antes, mas era em um blog separado que eu tinha:

http://themusicthemessage.blogspot.com/

Mas como agora estou concentrando todos os meus projetos em único blog, estarei deixando como uma seção. E estarei reaproveitando os posts que já tinha feito por lá, mas pretendo adicionar coisas novas em breve.

Gosto muito de músicas, sempre gostei, principalmente de Rock And Roll.
Mas em meados de 1996, comecei a prestar atenção nas letras das bandas que eu mais curtia, que em sua maioria, eram dos EUA. Comecei a tentar traduzir alguns trechos dessas músicas e, quanto mais eu entendia sobre o que letra falava, mais me decepcionava e perdia a admiração pelas bandas.

O som continuava legal, bem feito, mas ao lembrar da letra, me identificava cada vez menos com a música. Foi então que comecei a avaliar tanto o instrumental, quanto a mensagem que as músicas passavam. Foi aí que comecei a me focar em genêros mais específicos: Punk Rock e Hardcore. Mesmo não sendo fluente em inglês, tentava traduzir as músicas que gostava, quando não as encontrava já traduzidas. Via que, mesmo não entendendo a letra 100%, dava para captar a mensagem que ela passava.

E, ao contrário das bandas que ouvia antes, quanto mais procurava saber das letras, mais gostava dessas outras bandas que eu ia descobrindo. Foi então que, traduzir letras de música, virou um hábito. Acho que as músicas servem como uma fonte de cultura, mas também de informação e protesto. Não tenho nada contra músicas que tem apenas o papel de entreter, é uma opção, mas repudio músicas que insultam nossa inteligência, como estes “funks” e “Créus da vida”

Aliás, esse pseudo-funk de hoje, nada tem a ver com o verdadeiro Funk:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Funk

Não vou me aprofundar, mas aí vão alguns exemplos de Funk de verdade: James Brown e Earth Wind & Fire.

E mesmo o Funk Carioca, não era TÃO esdrúxulo. Pois a batida, era um pouco mais trabalhada e tinha letras que davam voz ao povo das favelas, que sempre foi ignorado pelos meios de comunicação. Com este “funk” de hoje, acacabaram com mais um canal de protesto e o povo está assinando seu atestado de burrice, ao apoiar este lixo.

Eu eu posso falar mal sim desta porcaria, pois conheço. Ao contrário de muitos que criticam o som Underground, sem nunca ter parado para entender do que se trata, julgando apenas pela agressividade, rotulando como “bandas de loucos que só ficam gritando”. Mas para quem conhece, sabe que não são só gritos, sabe que tem uma letra, uma mensagem que é bem mais inteligente e útil do que estas porcarias:

“Crééu, crééu, crééu, crééu, crééu, crééu
Continuua fácil né? De novo!
Crééu, crééu, crééu, crééu, crééu, crééu”

Agora, deixando minha indignação de lado e voltando a falar do assunto deste post.
Com o advento da banda larga e com a chegada no Youtube, ficou muito mais fácil ter acesso a vídeos: clipes, documentários, seriados, desenhos, etc.

Eu já costumava colocar algumas traduções no meu outro blog, o Drastic Actions

Mas nele, geralmente deixava só a letra. Mesmo quando colocava um vídeo, a letra ficava separada, embaixo, de forma estática. A partir daí, tive a idéia de sincronizar as legendas nos vídeos e colocar no Youtube.

Muitos já me questionaram: “Para que fazer legendas e traduções, não é mais fácil ficar fluente no inglês e entender tudo?”

Eu respondo: Pode até ser mais fácil, mas não me contento em APENAS EU ter acesso a informação, quero que todas as pessoas, fluentes em inglês ou não, tenham oportunidade de entender o signifcado das letras, ter uma reflexão.
Acho que em todas as áreas, o conhecimento deve ser compartilhado.

Quanto ao nome desta seção, é uma homenagem à uma das bandas que mais gosto, o 7 SECONDS.
Uma banda, que me identifico bastante e até me influenciou.

O nome “The Music, The Message”, é de um CD deles de 1995 e também de uma música, de mesmo nome. E este nome também faz jus a minha proposta no blog: “A Música, A Mensagem”.

Agora, vamos ao primeiro vídeo:

7 Seconds – “Young Til I Die”
The Crew
Do álbum The Crew de 1984

No vídeo, a música é ao vivo. Do show “Live At Resistance Tour” – 17-11-2004, numa turnê que fizeram junto com as bandas Sick Of It All e Walls Of Jericho

PODCAST

Download

É isso aí!
Obrigado por dispor do seu tempo para ler o blog, assistir o vídeo ou ouvir o Podcast
Se você tiver alguma sugestão ou crítica, é só comentar aí!

4 respostas para 1 – “The Music, The Message”

  1. Rodrigo Candido disse:

    Sim, minha vida tb começou a lascar toda quando comecei a entrar nos clubes e bares pra beber alcool. Bons tempos hua ua

  2. Homer disse:

    Pro cacete com essa merde de funk carioca que so fala coisas futeis e sem cultura.
    Sim cara vlw pelo belo podcast.

    E logo de cara ja peço um podcast sobre Bad Religion.
    FLW;

  3. Jefferson disse:

    Que bom que decidiu acoplar seus projetos num só, esse blog está muito bom.

    Parabéns.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: