Vamos falar de Livros!

Ultimamente, estou bem empolgado com a leitura de Livros (para HQs estou bem desanimado). Neste post, vou falar um pouco sobre como surgiu esta paixão.

Voltando lá para meados dos anos 90: Tive que ler um livro para um trabalho de escola. Na ocasião, eu poderia escolher qualquer um da Coleção Vaga-Lume (quem tem mais de 25 anos, com certeza vai se lembrar), que continham vários livros curtos direcionados ao público infanto-juvenil. Como um amigo possuía “Açúcar Amargo”, foi esse mesmo. A temática não me atraiu muito, mas conforme fui lendo, achei até legal. Com o tempo vi que o legal mesmo, não era a história em si, mas o mundo da leitura, de dar asas a imaginação (ui!).

Em 1995, novamente um trabalho que consistia em ler um livro e fazer uma DISSERTAÇÃO (como o Prof. Vicente gostava de usar essa palavra!). Mas desta vez, de um livro específico: “O Poder da TV” de José Arbex. Ele não chega a ter 100 páginas, mas é muito rico em conteúdo. Vou reler ele no busão essa semana e depois faço uma resenha dele aqui no blog.😉

No final dos anos 90 para o começo dos anos 2000, minha escola ganhou uma Biblioteca decente, com livros novinhos, desde literatura clássica, até livros de arte. Lembro de um comercial na TV sobre uma coleção de livros da Agatha Christie: nele, tinha a icônica cena (dramatizada) de “Assassinato no Expresso Oriente” . Então quando vi outro livro da autora na estante, logo peguei: “O Caso dos Dez Negrinhos”, li em 2 dias, levava o livro até para o banheiro! Outro que peguei e gostei muito foi “O Cão dos Baskervilles” (Sherlock Holmes) de Sir Arthur Conan Doyle. Nisso, nem preciso dizer que romance policial era o meu gênero literário favorito na época, né?

Depois disso, comecei a frequentar sebos, peguei vários livros, mas depois de perder o “fio da meada” em um título mais complexo, acabei reduzindo meu ritmo de leitura.

Em 2006, viria o retorno triunfal. Com a expansão das Livrarias como a Saraiva e graças aos pockets books da Editora LP&M, despertei novamente o meu gosto pela leitura! Pois eram livros baratos, mas novos e como as edições eram mais recentes, tinham um vocabulário mais atualizado. Mas na verdade, o primeiro título que peguei foi da Editora Aleph, o complexo “Neuromancer” de William Gibson (que “simplesmente” deu origem ao Cyberpunk). Mas voltando a LP&M, peguei alguns livros clássicos que sempre ouvi falar e tinha curiosidade, entre eles o excelente “Crime E Castigo” de Fiodor Dostoiesvky e “O Processo” de Franz Kafka.

De lá pra cá, li muita coisa boa e descobri um novo gênero que muito me agradou: as Distopias. Também comecei a apreciar alguns livros, digamos “Não-Ficção” e Biografias. No segundo semestre de 2009, dei uma parada. Em 2010, voltei a ler num ritmo bem lento. Mas agora, sinto que estou com aquela energia e vontade renovada dos “velhos tempos”!

No futuro, vou tentar postar resenhas de alguns livros.  Por enquanto, se quiserem saber mais sobre o que estou lendo, que eu li, ou vou ler, acessem meu perfil no Skoob:

http://www.skoob.com.br/usuario/20203

Não sabe o que é Skoob? Veja este post!

E vocês: gostam de ler? Coloquem aí nos comentáriossobre suas experiências! Pode parecer exagero, mas alguns livros podem até mudar nossa vida ou pelo menos a forma como pensamos e vemos o mundo à nossa volta.

Até a próxima!

3 respostas para Vamos falar de Livros!

  1. DioRod disse:

    Aí sim, mano!!!

    Eu nunca fui muito chegado em livros, mas recentemente me apaixonei pela prática (meio engraçado pra quem se diz roteirista, né?)… No último ano devo ter lido uns 15 a 16 livros, sem exagero…

    É isso aí, mano, não deixe seu blog morrer, hein? E valeu pela citação ao Gambiarra, meu velho!!!

  2. Rodrigo (Rosa) disse:

    Fala ai Dieguinho… cara na sincera eu n leio nada, minha preferencia é leitura de quadrinhos ou histórias na net mesmo relacionadas a filmes, séries e games…Gostaria de ter esse prazer em ler, mas infelizmente não tenho rsrsrs…

    Continue assim cara seu blog tá da hora… abraço

  3. FrankCastle disse:

    Valeu Rodrigo!

    Mesmo não tendo hábito de ler livros tradicionais, os quadrinhos e leitura de blogs e sites, não deixa de ser uma prática de leitura!

    Mas de repente, você não tenha encontrado um tema nos livros que te agrade. Hoje em dia, temos uma variedade bem grande. Acho que a melhor pedida é ler aos poucos, no ônibus por exemplo (que na minha opinião é um tempo perdido se você não fizer nada). Mas aí já não sei se você já usa esse tempo para jogar PSP, né? O que não deixa de ser uma coisa boa também!

    Um abraço, obrigado DioRod e Rodrigo, vou tentar manter o blog atualizado com mais frequência!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: